Há vários anos que ouvimos falar de alimentos integrais, como o arroz, a farinha e os pães, por serem mais saudáveis e nutritivos.

Alinhado com nossos valores de sustentabilidade, acreditamos que esse conceito pode e deve ser expandido para além de apenas comer grãos, frutas e legumes com casca. Para dar um passo adiante, devemos não apenas usar o alimento por inteiro, mas sim dar utilidade, e entender o potencial culinário, dos ingredientes que iriam parar no lixo.

Precisamos virar a chave e começar uma mudança em hábitos e costumes na forma de consumir e preparar refeições.

Pode parecer algo distante e difícil de pôr em prática, mas não estamos falando de receitas complicadas e exóticas, como preparar almôndegas de casca de banana, e sim de adotar soluções simples e que se adequem ao nosso dia a dia. Sabia que dá para fazer um bom caldo de legumes caseiro, base para uma boa sopa, usando todos os talos de legumes, cheios de sabor e nutrientes, que seriam descartados? É possível usar a criatividade e explorar ingredientes que passam despercebidos. Que tal colocar a rama da cenoura junto com o manjericão para fazer um molho pesto? Ou então adicionar o caule da couve em um vinagrete? E misturar as folhas da beterraba na salada? As possibilidade são muitas e a quantidade de alimentos que podemos salvar, enorme. 

Num país que joga fora todos os anos mais de 30 milhões de toneladas de alimento, é urgente começarmos a agir. Sabemos que nem sempre é simples, mas, aqui na Olga Ri, vamos nos comprometer a, cada vez mais, apurar o nosso olhar para as possibilidades e contribuir para estar fora das estatísticas de pessoas e empresas que desperdiçam comida. Queremos trabalhar para transformar tudo que for possível e comer aquilo que antes não imaginávamos. Até o talo. 

O primeiro passo para abraçarmos essa ideia foi repensar a maneira que produzimos um item tão querido do nosso cardápio: as sopas! Elas continuam saborosas, mas, a partir de agora, nos comprometemos a prepará-las com o alimento integral. No nosso caldo de legumes, por exemplo, vamos usar partes de ingredientes deliciosos e repletos de nutrientes que antes jogávamos fora. Itens como cascas de cebola e de cenoura, sementes de abóbora, talos de brócolis e de alho poró e hastes de rúcula entram para dar sabor e te mostrar que nossa sopa pode ser gostosa para você e boa para o mundo. 

Pronto! O movimento de aproveitar mais e desperdiçar menos foi lançado. Estamos só começando e queremos cada vez mais dividir por aqui o que estamos fazendo. Esperamos que isso chegue até você na forma de uma refeição leve, colorida e, mais do que nunca, integral.

Mas essa ideia não pode parar por aqui! Convidamos você e outros restaurantes a adotarem esse conceito para que, juntos, possamos usar cada vez mais os alimentos #atéotalo!

 

Bjs,

Olga Ri